Nova reserva ecológica na USP tem vegetação nativa da Mata Atlântica

Agência FAPESP – Uma portaria publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo, no dia 21 de junho, determina a preservação permanente da área localizada no Viveiro das Mudas da Rua do Matão, na Cidade Universitária “Armando de Salles Oliveira”, em São Paulo.

A área tem uma extensão de 10 hectares e é coberta com vegetação nativa da Mata Atlântica. A nova reserva expande ainda mais o percentual de áreas verdes preservadas da universidade – que já dedica mais de 30% de seus 7,6 mil hectares de território para a conservação.

Na mata dessas reservas podem ser encontradas mais de 368 espécies de plantas, dentre arbóreas-arbustivas, herbáceas e outras. Diversas espécies de aves também podem ser vistas na região, além de gambás e saguis.

Dentro das reservas estão trilhas, utilizadas para caminhada com fins de pesquisa e ensino, além de um lago artificial que concentra águas originárias de um afluente do rio Pinheiros

O anúncio da criação da nova reserva ecológica da Cidade Universitária ocorreu durante a Semana do Meio Ambiente, realizada entre os dias 5 e 9 de junho e marcada por atividades organizadas por diversas unidades da USP.

Aplicativo BioExplorer

Durante a Semana do Meio Ambiente também houve o lançamento oficial do aplicativo BioExplorer, inspirado no jogo Pokemon Go. O aplicativo usa realidade aumentada e nele os participantes capturam e colecionam animais e personagens do folclore brasileiro.

Sua primeira versão conta com quatro animais da Mata Atlântica: o lobo-guará, a capivara, o carcará e a onça-pintada, que aparecem em um raio de 35 metros do jogador.

O projeto foi feito em conjunto com sete unidades da USP: a Escola Politécnica, o Instituto de Biociências, o Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas, a Escola de Comunicações e Artes, o Parque de Ciência e Tecnologia, o Centro de Práticas Esportivas da USP e a Superintendência de Gestão Ambiental.

As próximas versões do aplicativo contarão com mais animais e personagens folclóricos e, dependendo da recepção do BioExplorer, novos apps do gênero podem ser criados. O aplicativo é gratuito e está disponível para download e atualização nas lojas App Store e Google Play.

Mais informações: http://jornal.usp.br/institucional/cidade-universitaria-ganha-uma-nova-area-de-reserva-ecologica/