Identificação de espécies de aves da Mata Atlântica baseada na sequência de DNA do gene mitocondrial citocromo oxidase I: avaliação do potencial de um sistema de identificação molecular de aves para sua conservação

Vigência: 01/03/2012 a 28/02/2015

Financiador: FAPESP/VALE

 

Recentemente foi proposto o uso da região 5’ do gene citocromo oxidase I (cox I) como marcador único para realizar a identificação de espécies de animais. Os poucos estudos realizados com aves indicam que esse segmento mitocondrial é adequado para realizar tal tarefa. Na presente proposta pretendemos sequenciar esse segmento de pelo menos 100 espécies de aves que ocorrem em áreas de atuação da VALE S.A. na Mata Atlântica. Para tanto, serão analisados os níveis de variabilidade intra e inter específicas e cada sequência obtida será comparada com o banco de sequências do "The DNA Barcode of Life Data System". Além disso, serão realizadas análises de agrupamentos baseados na distância genética. Os dados  a serem gerados deverão contribuir na rápida identificação de espécies de amostras de aves que não podem ser identificadas morfologicamente. Tal aplicação é muito útil em casos como de colisão com aeronaves, indivíduos apreendidos do tráfico ilegal de fauna (ex. embriões não eclodidos e jovens) e fiscalização de fronteira contra espécies invasoras. Essas ações podem auxiliar no planejamento do manejo da diversidade de aves visando sua conservação.

Equipe

  • Cristina Yumi Miyaki - Coordenador
  • Adriana Ribeiro de Oliveira-Marques
  • Ana Beatriz da Silva Bueno

Instituições:

  • IBUSP